sábado, 25 de agosto de 2012

✈ Diário de viagem: Miami - Capítulo III


Querem desfrutar de um sorvetinho delicioso, sem glúten e que amenize o calor que faz em Miami?
Experimentem o de morango, da Häagen-Dazs. Tem pedacinhos de morango...Huuummmm, é tudo de bom.



Ele contém leite mas eu tomei e não fiquei inchada e nem tive qualquer outra reação. Como a intolerância a lactose varia de pessoa para pessoa, não posso afirmar que não fará mal para todos. Pra mim, só fez bem!
Esse eu tomei no Bayside Marketplace, um mall a céu aberto (muuuuito calor!), com uma vista incrível e muita música latina (como eu faço dança, deu uma vontaaaaade de dançar).
Quando chegar a uma loja da Häagen-Dazs, peça a uma funcionária para confirmar se o sorvete escolhido tem glúten ou não. Qualquer um deles vale a pena, não é?

Lembram que no último post do diário desta viagem comentei que preparava minhas refeições no hotel? Então, decidi colocar aqui para vocês o passo a passo de uma salada de macarrão feita com macarrão de quinua (quínua, quinoa...cada pessoa fala de um jeito), totalmente sem glúten e sem lactose.

Vamos aprender?

Você vai precisar de:

- 100g de macarrão sem glúten cozido (como mencionei, comprei este no Publix)
- 1 latinha de atum (quantidade que desejar)
- Legumes a gosto
- Queijo a base de soja (também comprado no Publix)
- 1 colher de sopa rasa de molho de tomate (totalmente opcional. O molho de tomate deles é sensacional, então valeu a pena.)
- Sal a gosto


Macarrão orgânico sem glúten, de quinoa. Encontrado no Publix

Aqui o macarrão já cozido. Ele é todo coloridinho


Atum refogado com um pouco de cebola. Não me lembro a marca que comprei. Atentem: o atum deles não possui sal. Bacana, né?


Legumes cozidos já com o queijo a base de soja. Aqui tem brócolis e cenoura

O queijo utilizado e mencionado acima é da marca Veggie Slices, da empresa Galaxy Foods. Todos são a base de soja e tem mussarela, cheddar...enfim, o que quiser. Genial!
E finalmente, a saladinha pronta...


Parece deliciosa, não é?

Depois, é só colocá-la em uma lancheirinha térmica, para conservá-la fresquinha, e comer.

Assim, você come algo saudável e claro, sem o perigo da contaminação cruzada. Vale a pena!
Em uma noite, estive com a minha família em um restaurante chamado Carpaccio, que fica localizado no Bal Harbour Shops. Lá, consegui uma refeição sem glúten, sem o risco de contaminação cruzada (pelo menos meu corpo não sinalizou nada de errado). O preço não é dos melhores se você levar em conta o tipo de comida e a quantidade. Vou apresentar o cardápio e o prato para vocês e aí conto os valores, ok?


Cardápio do restaurante Carpaccio com opção de macarrão sem glúten


Macarrão sem glúten a alho e óleo, no restaurante Carpaccio

Gostaram? Realmente, estava muito bom. A massa estava bem al dente e com temperos deliciosos. Como vocês viram no cardápio acima, você escolhe o prato e o molho e por ser sem glúten é acrescido 5,95 dólares no preço. Este prato saiu 20 dólares. Se convertermos para nossa moeda, saiu um pouco mais de 40 reais. Como muito pouco e um prato de macarrão custar 40 reais é bastante desanimador, já que você pode comer comidas mais sofisticadas por esse preço, até mesmo uma massa, mas com molhos super diferentes. Não quis arriscar outros pratos por receio da contaminação cruzada. A maioria dos pratos pedidos nos restaurantes dá para dividir entre duas pessoas (desde que elas não comam absurdamente), pois os americanos são muito exagerados. Esse não dava para dividir, pois vinha em uma quantidade específica para uma pessoa. É claro que uma vez ou outra, em um passeio com a família, é totalmente válido. Mas não é baratinho, né? Dica dada!


Na Lincoln Road, famoso calçadão de Miami, comprei uma delícia (delícia mesmo) sem glúten. Era um marzipan de amêndoas com cereja. Gente, TUDO de bom! É uma senhorinha (super simpática) que fica por lá, aos domingos (que é o dia que tem flores e frutas para comprar, além de outras guloseimas). Assim que avistei a plaquinha GLUTEN FREE, fui direto ver o que era.



Barraquinha com alguns produtos sem glúten e sem lactose, na Lincoln Road


Huuummm...delícia!


Ficaram com água na boca? Eu fiquei, só de lembrar

Por hoje é só e no próximo capítulo da viagem vou disponibilizar muitos "papéis" para vocês: as listas que fiz antes de viajar, um cartão ideal para levar na bolsa e entregar ao garçom e/ou chef do restaurantes e muitas outras coisas, ok? Imperdível!

Fiquem ligados!


----------------------------------------------
Editado dia 11.01.2015



* Esteja atento(a) a data dessa publicação, pois podem haver alterações com relação aos lugares visitados sem conhecimento do blog!

4 comentários:

  1. Duda, adorei mais uma vez. Vc me deixa ansiosa cada vez q leio. Parabéns! Carolina Cavalcante, Recife-PE, cavalcantemc@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carolina! Muito obrigada! Logo logo postarei um novo capítulo! Aguarde e repasse para os amigos! Beijo grande

      Excluir
  2. Olá! Meu nome é Carolina. Sou de Curitiba e tenho uma irmã celíaca. Comentei do seu blog para a minha mãe e ela disse pra eu te avisar que em Fortlauderdale tem um pizzaria sem glúten, ve se você descobre onde fica e faz um post pra gente ;) Estamos com uma viagem programa para ano que vem... estamos anotando sua dicas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carolina! Muito obrigada por visitar esse cantinho e pelo seu comentário!
      Infelizmente, eu já voltei de Miami, mas mesmo assim...vou pesquisar e fazer um post sobre a tal pizzaria! ;)
      Fico feliz de fazer parte da viagem de vocês! Um grande beijo, com carinho

      Excluir

Que bom ter você aqui!
Seu comentário é muito importante. Deixe-o aqui e não se esqueça de voltar para visualizar a resposta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...