quarta-feira, 9 de julho de 2014

Receita de hoje: torta salgada feita sem liquidificador ou batedeira


Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii gente! 
Como vocês estão? 

Vocês acreditam em presentes que a vida nos dá? Eu acredito DEMAIS! 
No meu último ano em SP, justamente o ano em que fui diagnosticada, passei por momentos muitos difíceis. Não queria mais ficar em SP, profissionalmente não me sentia completa, meu namorado tinha mudado de cidade...enfim, muitas perdas para um ano só. Além disso, por não saber da doença celíaca, peregrinava de médico em médico, sempre passando muito mal. 

Um dia, resolvi passear no shopping. Estava desanimada mas logo seria o aniversário do meu namorado e eu queria comprar um presente para ele. Eu ainda não sabia do diagnóstico e resolvi almoçar no Viena. Na hora em que fui sentar, tinha apenas uma mulher sentada na mesa e pedi licença para sentar. Eu puxo papo com quem estiver por perto e puxei papo com ela. Conversa vai, conversa vem...ela morava na mesma cidade para qual o meu namorado tinha se mudado. Na hora de trocarmos telefone e emails, percebemos que não tínhamos caneta e pedi uma para uma moça que estava por perto. Assim, conheci a Tininha, sentada na mesa, e a Maruska, que me emprestou a caneta. Foi muito importante conhecê-las, pois elas representaram alegria naquele dia para mim. E ainda hoje, as duas me ajudam sempre com alguma coisa. A vida é incrível, né?

Mesmo depois de vir embora para Ribeirão Preto, continuei com contato virtual com a Maruska, que sempre lembra de mim quando vê a expressão "sem glúten" em algum lugar e corre me mandar uma mensagem, e também com a Tininha. E como a vida sempre nos reserva o melhor quando estamos abertos para isso, ela me enviou uma receita que caiu perfeitamente para o dia em que fiz: torta salgada batida na mão. Isso mesmo, gente! Sem liquidificador, sem batedeira, sem nada. Apenas um bowl (tigelinha) e os ingredientes. 
Para ajudar, bati com um fouet mas quem não tiver, basta um garfo ou uma colher. 

Como vocês já perceberam, amo alho-poró. Então, fiz a torta com ele. Mas, a receita original é de abobrinha, que ainda quero testar. Além disso, vai farinha de trigo, que substituí por amido de milho.
O melhor dessa receita é que ela permite variações. Então, dá para criar bastante!

Vamos aprender?
- 3 ovos
- 1/2 xícara de leite (pode ser o de vaca zero lactose ou dá para tentar com o de arroz também. Clique aqui para conhecer a receita do leite de arroz!)
- 1/2 xícara de óleo
- 8 colheres de sopa de amido de milho (quem quiser tentar com a farinha sem glúten, fica a vontade)
- 1 colher de sopa de fermento em pó
- 1 talo pequeno de alho poró picado - dá para colocar as folhinhas também (pode ser substituído por 1 abobrinha média ralada)
- 1 tomate picado
- 1 cebola pequena picada
- Sal e temperos a gosto
- Queijo ralado, se quiser

Em um bowl (tigela), misture todos os ingredientes e coloque em uma forma untada. Leve ao forno por, aproximadamente, 40 minutos. Para verificar se já assou, espete um palitinho de dente, ok?

Muito fácil, não é?

Gostaram do enfeitinho? Uma amiga muito querida foi fazer parte do doutorado dela na Dinamarca e eu levei para a despedida dela. É um garfinho de plástico e as folhinhas são hortelã! Ficou fofo, né? 
Comida enfeitadinha dá um toque especial...não se esqueçam disso, ok?!

Vamos as opções para substituição?
- Recheios:
* Berinjela
* Abobrinha
* Carne moída já cozida
* Frango desfiado
* Peito de peru
* Bacalhau
* Palmito

- Temperos e adicionais:
* Salsinha
* Cebolinha
* Pimenta
* Pimentão
* Manjericão
* Queijo ralado
* Azeitona
* Milho
* Ervilhas
* Ovos cozidos picados

Viram quantas possibilidades? E aposto que cada um que ler terá mais uma ideia diferente! 
Usem a imaginação!

2 comentários:

  1. Pois é, tem certos dias q o Universo nos sorri de uma maneira inesperada.
    Eu simplesmente poderia ter sentado em outro lugar, fingido não ouvir, estar alheia ao meu redor com o fone de ouvido ou mexendo no celular, etc. Mas, o Universo conspirou não apenas pra uma, mas pra duas sincronicidades (eu e a Tininha).
    E mesmo que o encontro tenha durado poucos minutos, já foram suficientes pra perceber a doçura da Duda e atenção com as pessoas evidente pelo simples "olho-no-olho". Pra quem a conhece apenas pelo blog, sem dúvida já deve ter tido essa percepção, seja pelo carinho e pela dedicação empregados aqui no cantinho SGPF, desde os textos até as fotos maravilhosas dos quitutes feitos com uma dose imensa do melhor ingredientes de todos: Amor.
    Por isso tudo, por merecimento e por imaginar os obstáculos pra superar a condição de celíaca, tem como evitar em ajudar?? :)
    Sucesso, Dudex
    Vc não imagina o bem q vc faz

    ResponderExcluir
  2. Ah, e qnto a receita, tem mais um tempero adicional pra lista rsrs:
    gosto de colocar pouco mais da metade da massa na forma, cobrir com ricota amassadinha e temperada e completar com o restante da massa.
    Como disse a Duda, "Usem a imaginação" ;)

    ResponderExcluir

Que bom ter você aqui!
Seu comentário é muito importante. Deixe-o aqui e não se esqueça de voltar para visualizar a resposta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...