segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Minha experiência no H3 Brasil Hamburguer Gourmet e Bacio di Latte

Adoro conhecer lugares novos e sábado foi o dia de conhecer o H3 Brasil Hamburguer Gourmet* (celíacos, vide edição no final do post) e o Bacio di Latte

Já estava curiosa há um tempo e eu e meu namorado decidimos ir até lá. Fomos nas unidades do Shopping Morumbi, em São Paulo. 
Para quem não sabe, o H3 é a mais nova hamburgueria, estilo fast food, e a Bacio di Latte, uma sorveteria. Curiosos para saberem minha opinião? Vamos lá!

H3 Brasil Hamburguer Gourmet
Com os conceitos de "new hamburgology" e "not so fast food", o H3 promete satisfazer os clientes com hamburgueres gourmet. São 200g de carne bovina grelhada. Porém, a grande sacada é que eles não são servidos no pão e sim, no prato. Pode-se escolher o ponto da carne (ao ponto ou bem passada), o tipo de molho (podendo pedir sem molho) e dois acompanhamentos (arroz, batatas chips ou salada). 
O serviço me lembrou um pouco a forma como o Subway faz: você pega uma bandeja e vai passando pelas funcionárias fazendo suas escolhas. Os preços variam de R$13,95 até R$23,95 (não estou muito certa do valor mais alto). O que me deixou muito animada foi poder ver essa imagem na fanpage da marca. Inclusive, compartilhei-a na fanpage do blog.


Chegando lá, é só entrar na fila que uma funcionária (como no Mc Donald's) vem te apresentar o cardápio. E foi isso que fizemos. 

- Olá! Sou celíaca e sei que vocês possuem opções de pratos sem glúten. Eu poderia ter acesso a esse cardápio, por gentileza?
- (Cara de quem não entendeu) É...como?
Repeti a frase
- Então, eu não sei...nossos hamburgueres tem gordura, né...
- Mas veja, glúten não tem nada a ver com gordura. Você poderia, por gentileza, chamar a gerente?
Ela olha no balcão e diz:
- Ela não está agora.

Nesse instante, olhei para o lado e meu namorado já estava no balcão conversando com a gerente, sem saber sobre a função dela. Me aproximei dela e expliquei que sou celíaca, não podia comer glúten e não sabia quais pratos do cardápio eu poderia consumir. Ela, muito simpática, explicou que não tinha um cardápio exclusivo. Tudo bem que ela foi super simpática, mas eu estava diante de uma situação bastante comum para nós: falta de conhecimento por parte dos funcionários. Percebendo isso, disse a ela que era extremamente complicado uma rede de alimentação divulgar, na fanpage oficial, que oferece alimentação para celíaco e, ao chegarmos no estabelecimento, a funcionária nem saber do que se trata. Vejam, é para celíacos e não para quem segue dieta sem glúten por opção, que pode, por exemplo, consumir um alimento que sofreu contaminação cruzada, sem maiores prejuízos. Nesse momento, ela se apresentou, dizendo que era a gerente. Perguntei se ela entendia a minha posição e ela, muito simpática, disse que sim. Só então que ela afirmou: "Não temos um cardápio exclusivo mas nós, gerentes, sabemos quais pratos contém e quais não contém."

Finalmente ela me deixou tranquila! Solicitei a ajuda dela e com o cardápio na mão, fui para a fila escolher o meu prato. Fiquei ali pensando e quando vi todas as cumbuquinhas de molho grudadinhas umas nas outras, desisti de pedir molho. Um deles leva cerveja. Quem me garante que não cai um molho dentro do outro? Ou ainda, que não possa haver troca de talheres com os quais os molhos são servidos? Isso nos causa grande insegurança. Costumo dizer que cerveja é glúten puro, só que líquido. E vale lembrar, quaisquer resquícios podem nos causar grandes prejuízos. 

Mesmo com tanta turbulência, fiquei feliz da vida com a minha escolha. Optei pelo hamburguer grelhado ao ponto (sem molho), arroz e batatas chips. Da próxima, escolherei o hamburguer bem passado, pois ele ainda veio sanguinolento. Mesmo assim, estava muito gostoso, sem muito sal (o que é ideal para nossa saúde). O arroz me pareceu ser feito na manteiga e as batatas, bem sequinhas. Fantástico!
O preço? Não achei nada absurdo, principalmente se levarmos em consideração as hamburguerias da cidade de São Paulo, que chegam a cobrar o preço de um hamburguer como se fosse comida de verdade.

Não estou dizendo que o funcionário tem culpa disso ou daquilo. O que quero dizer, que foi o que me pareceu, é que falta treinamento. Não é só o gerente que deve saber a respeito das opções sem glúten. Na minha opinião, aquela funcionária é a porta de entrada do restaurante. Chegarmos em um lugar que divulga opção de alimentação para nós e percebemos que o funcionário não sabe do que se trata, nos deixa muito inseguros. Só quem é celíaco pode entender o que quero dizer. Nosso medo de ingerir glúten escondido é muito grande. Nenhum celíaco quer comer e passar mal! 

Recomendo o H3 porque acho que esses "probleminhas" podem ser completamente contornados com um bom treinamento. É fato que ninguém é perfeito, mas algumas atitudes ou falta delas podem causar sérios problemas não só para a saúde dos celíacos, como para a imagem do restaurante. 

Minhas sugestões para a equipe H3?
 Em primeiríssimo lugar, treinamento para TODOS os funcionários: conhecerem o que é glúten e doença celíaca para que assim, possam nos ajudar com relação aos pratos que podemos ou não consumir
 Mudança da disposição dos molhos. Não sei ao certo como fazer isso mas acho que isso é bastante sério e deve ser levado em conta.

Minha nota por enquanto? 8, mas quero chegar no 10, hein?! Estou apostando!
Espero que essas dicas e minha experiência sirvam para reflexão da equipe H3, contribuindo para que melhorem e cresçam, afinal tiveram a iniciativa de pensar em nós e isso é maravilhoso. Não acham?
Fico extremamente grata por isso.

SUPER IMPORTANTE: o h3 benedict e o h3 cheese, segundo informação da gerente da unidade, agora possuem glúten. Informem-se antes de consumir, ok?

Agora, vou deixar vocês com água na boca...



Bacio di Latte
Criada em 2011, essa sorveteria graciosa difunde, aqui no Brasil, a ideia dos verdadeiros sorvetes italianos. Eu já havia ouvido sobre ela mas só neste fim de semana que tive a oportunidade de conhecer. Na verdade, foi uma sugestão da minha cunhadinha. Ela mesma me disse que os sorvetes não contém glúten e que alguns são zero ou baixa lactose. Fiquei empolgadíssima! E lá fomos nós...
Chegando, perguntei a um funcionário sobre o glúten e lactose e ele, logo de cara, já me mostrou as opções. As indicadas foram os famosos sorbets. Os sabores? Melhores impossíveis! Pera, limão siciliano, maracujá, figo, morango e framboesa. E o bacana é que dá para experimentar todos que quiserem. O preço varia de 8 a 12 reais. 
Para quem não sabe, os sorbets são a base de água. Mas garanto para vocês, não parece! São muito cremosos. 
Eu e meu namorado resolvemos dividir um grande, que dá para colocar até 3 sabores (mas que, na minha opinião, não é grande). A nossa escolha foi figo, morango e limão siciliano. Gente, o de figo é divino, dos deuses! 

Minha nota? 10! Atendimento e sabor excelentes. E o espaço? Super gracioso!
A equipe toda está de parabéns! Está mais do que recomendado.

Fiquem com a minha sobremesa...



Bom, então é isso...
Espero que essas experiências sejam uma forma de incentivar os estabelecimentos a pensarem mais em nós, celíacos.
Agradeço, de coração, a equipe do H3 e da Bacio di Latte por terem pensado em pessoas, como eu, que possuem restrição alimentar com relação ao glúten. É realmente muito bom saber que podemos contar com vocês!

Beijocas

--------------------------
* Editado dia 17.07.2015
O H3 não é mais um lugar seguro para celíacos, pois agora serve pão também, infelizmente. 

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Me desculpe, não entendi sua dúvida, Giz!

      Pode repeti-la, por favor?
      Obrigada!

      Excluir
    2. Oi, Então, no h3 cheese diz: "sem cebola pode" e em outro diz: ''sem vinagrete pode" não entendi e queria saber que mal a cebola faz rs.

      Espero ter sido clara, escrevi o outro comentário correndo, desculpe-me. :)

      Abraços

      Excluir
    3. Ahhhh! Agora eu entendi hehehehe
      A cebola não faz mal. Provavelmente ela deve ser feita com algum ingrediente que contém glúten, por exemplo, um molho.

      Te ajudei?

      Abraços

      Excluir
    4. Ajudou sim, mas é que na foto parece que a cebola é feita junto com o hamburguer e fica com aquele caldo da carne e tal. hahaha Por isso achei estranho :)

      Obrigada!

      :)

      Excluir
    5. Hehehehehe...é verdade! Mas é bom seguir a recomendação deles, assim evitamos quaisquer problemas!

      Seja bem-vinda!
      Abraços

      Excluir
  2. Eu adoro a bacio di late, porém tomem cuidado... Eu ja vi no Sh ibirapuera, eles (funcionarios) limpando com a pazinha os sabores com gluten e os que não tem gluten e colocando dentro do sorvete... Aqueles restos que ficam na beiradinha. Eu não consumo glúten, mas não deixei de consumir em restaurantes com contaminação cruzada. Pra quem não consome, tomem cuidado. Não são todos os sabores que são livres de gluten, creme crocante tem gluten, e um com calda de caramelo e maçã, fora o de panetone que tem no final do ano. O novo sabor de 3 chocolates ainda não sei se conten gluten. Quanto ao h3, tb pode haver contaminação mas consumi 2x e adorei.

    ResponderExcluir

Que bom ter você aqui!
Seu comentário é muito importante. Deixe-o aqui e não se esqueça de voltar para visualizar a resposta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...