domingo, 23 de março de 2014

Receita de hoje: risoto de funghi



Admito, AMO risoto! Não importa do que...Acreditam que uma vez fiz um risoto de calabresa e molho de tomate e ficou excelente? 
O risoto é um prato super simples que pode ser requintado (dependendo de como for feito), rápido, que cabe em qualquer ocasião e que agrada a todos. 
Meu único destaque é para o tipo de arroz. Sei que pode parecer frescura ou bobagem, mas um bom arroz arbóreo faz toda a diferença. Quando morava em SP, usava o arroz para risoto simples, vendido em saquinho, como o da marca Tio João. Quando voltei a morar com meus pais, meu pai sempre usou o verdadeiro arroz arbóreo e percebi a diferença. Para essa receita, usei o Colavita

Arroz arbóreo Colavita

E a dica é: procurem bons preços! Por exemplo, já encontrei o Tio João no Extra por 8 reais e minha mãe, em um atacadão (não lembro qual) encontrou um de marca superior por 12 reais. Por 4 reais de diferença, podemos ter um prato muito melhor. Mas que fique claro que, se as condições (quais que sejam elas)  não permitem, não fique triste. Isso não desmerece o prato e o esforço de fazê-lo. 

No meu aniversário desse ano eu, meu namorado e uma amiga preparamos um risoto de funghi (que ficou delicioso mas que mereceu algumas ressalvas. Como sobrou funghi, resolvi repetir com essas ressalvas. Ficou fantástico! O sabor delicioso. Sem contar que ficou super cremoso (sem nenhum laticínio)!

Intolerantes a lactose, um bom risoto não precisa de creme de leite. Eu e meu pai nunca colocamos e eles ficam extremamente cremosos. O segredo é mexer ao máximo, para o arroz soltar o amido. É isso que fará o seu risoto ficar cremoso. Também, eu nunca coloco queijo ralado no meu e repito, se o risoto estiver delicioso, o queijo não fará falta.

O bom do risoto de funghi é que como o funghi deve ser hidratado, ele aumenta de tamanho e rende bastante. Para vocês terem uma ideia, no meu aniversário éramos em 8 pessoas. Comprei 3 caixinhas de funghi seco (de aproximadamente 80 gramas cada). Para 8 pessoas usei uma inteira e mais uma parte da outra. Na sexta fiz o risoto para mim, minha mãe e meu pai com a outra parte que sobrou. Ou seja, ainda ficou uma inteira. Então, não precisa exagerar, ok?

Simbora para a cozinha aprender mais essa receitinha? Garanto que vocês vão adorar! Lembrando, é sem glúten e sem lactose. Vou me basear nas quantidades de ontem, para três pessoas, ok? Se fizerem para mais, calculem as quantidades.

- 3 xícaras de café (não daquelas muito pequenininhas) de arroz arbóreo - calculo sempre 1 xícara por pessoa
- 1 caneca (de 300 ml) de funghi seco
- 1/2 cebola picada
- 1/2 tablete de caldo de legumes (na realidade, você vai usar 1/4 e 1/8 desse tablete, que seria pegar o tablete e dividi-lo ao meio. Essa metade você dividirá novamente. Então, você vai usar 1 desses quadradinhos pequenos e a metade do outro). Cuidado com as marcas, pois algumas contém glúten!
- 1/2 xícara de café de vinho branco seco
- Azeite
- Sal

Primeiramente, vamos hidratar o funghi. Para isso, em uma panela ferva 1 litro de água com um pouco de sal. Em seguida, desligue o fogo e coloque os funghis lá dentro. Deixei-os nessa água por aproximadamente meia hora. 
Passado esse tempo, retire os funghis (não jogue a água fora) e corte-os em pedaços menores. Nem tão pequenos, ok? Reserve-os. 
Na água, com o fogo ligado, jogue o caldo de legumes e deixe que ele se dissolva. Mantenha a água em fogo baixo para que ela  não esfrie. Agora, é hora de finalmente prepararmos o risoto em si. 
Em uma outra panela, coloque o azeite (não precisa exagerar também!) e deixe a cebola dourar. Em seguida, acrescente o arroz e mexa um pouco. Com o auxílio de uma concha, adicione um pouco da água que deixou reservada e mexa bastante. O importante é não deixar o risoto secar. Acrescente metade do vinho branco. Vá colocando a água e mexendo bastante até que esteja no ponto de risoto. 
Quando ele já estiver quase cozido, acrescente o restante do vinho e mexa mais. Por último, acrescente os funghis e mexa por mais alguns minutinhos. Agora, é só servir...e rapidinho, pois risoto é um prato para se comer bem quente. 

Huuuummm...uma delícia, não acham?

A sobremesa é da queridíssima Angélica, que está a frente da Mrs. Camiza Gluten-Free Baking (pessoal do RJ, essa maravilha fica api!): uma torta de chocolate deliciosa. Para incrementar, fiz uma calda de caramelo e joguei por cima. 

Meus pais adoraram!

Espero que vocês também gostem!
Um ótimo domingo e começo de semana


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que bom ter você aqui!
Seu comentário é muito importante. Deixe-o aqui e não se esqueça de voltar para visualizar a resposta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...